Um Blog que visa informar, conscientizar e diminuir preconceitos frente á uma Rara Doença...
Minha caminhada pessoal contra um Tumor Cerebral localizado na Glândula Hipófise.
Uma Luta contra a Síndrome de Cushing!! Vencendo!!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

O que são Sinéquias?

Cirurgia para retirada de Sinéquias Nasais!!

O motivo do qual resolvi postar sobre esse assunto, é que a formação de Sinéquias é uma das sequelas das cirurgias nasais...
Como já citei anteriormente a minha cirurgia para a retirada do tumor foi realizada por via transfenoidal, evitando-se assim uma cirurgia invasiva como a craniotomia...
Porém após alguns retornos no otorrino que participou da minha cirurgia transfenoidal (pois no HC é a equipe da otorrino que "abre todo o caminho" até o cérebro para o neurocirurgião), pontuei ao médico que mesmo operando do desvio de septo e das conchas nasais (pois para ter o caminho aberto até o cérebro teve que se realizar a correção desses dois problemas que eu desconhecia ter até antes dos exames pré cirurgico) eu sentia muita dificuldade na respiração, mais até que antes da cirurgia... Em setembro realizei um exame de fibroscopia (onde uma câmera é introduzida pelas vias nasais) e assim foi constatada essa sequela: "A formação de Sinéquias"...
E então estou no aguardo para essa mais nova cirurgia de correção que deve ocorrer depois dos períodos festivos...
Encontrei pouquissimo material de orientação mas tentarei postar alguma coisa, pois muitas são as pessoas que visitam esse blog e que precisarão desse tipo de intervenção ou já a enfrentaram...

Veja nesse video um exame de fibroscopia que mostram as formações de Sinéquias:

video

O que são Sinéquias Nasais?

A sinéquia e uma aderência entre o septo nasal e a concha nasal inferior que pode levar a obstrução nasal.

É um problema de moderado á grave.
O desenvolvimento de adesões intranasais (Sinéquias) tem sido há muito tempo uma complicação importante no pós-operatório da cirurgia nasal.

Há como se previnir sua formação?

Para evitar essas adesões (Sinéquias) foram criados os splints nasais. Os splints nasais foram introduzidos há aproximadamente 35 anos na tentativa de manter a posição septal no pós-operatório.
Provavelmente o melhor tipo de splint disponível no mercado é produzido a partir do silicone, (Foi esse que eu usei na minha primeira cirurgia, mas mesmo assim ocorreu a formação das Sinéquias) com a vantagem de ser feito sob encomenda para o paciente seguindo a morfologia de sua cavidade nasal. Pode ainda receber reforços extras nas laterais. Sua utilização vem crescendo nos últimos anos devido a sua capacidade de manter o septo operado em posição, prevenir a ocorrência de epistaxes e de sinéquias.
Em um estudo mostra-se que o splint nasal aumenta as comorbidades como dor e incomodo no pós-operatório, porém por outro lado demonstrou uma eficiência muito grande na prevenção de sinéquias pós-operatórias.

Como é realizada a retirada dessa  Sinéquias?

Cirurgicamente...
Em alguns casos mais simples usa-se anestesia local e realiza-se a retirada dessas Sinéquias ambulatorialmente, em casos mais severos realiza-se procedimento cirurgico com anestesia geral para a retirada da mesma..(no meu caso elas estão nas duas narinas, são sinéquias bem importantes, por isso precisarei de anestesia geral e uma internação - pra variar né, senão não sou eu...rsrs...)...
Após a cirurgia se utiliza novamente os splints nasais (de 7 á 14 dias), assim como tampões nos dois primeiros dias...
Pode ocorrer novas formações de Sinéquias em 25% dos casos após correção...

Em relação ao pós operatório não encontrei nada, ficarei apenas com a verdade dos médicos e com a minha experiência que venho relatar depois...

Bem meus amigos... Saudades de Todos (ando meio sonolenta por isso venho pouco a Net, ando dormindo bastante...rsrs)... Fiquem Bem!!

Um comentário:

O Baú do Xekim disse...

Olá, Boas Festas.

O XekimVieira, deseja-lhe e à sua família, um BOM NATAL e FELIZ 2011.

Abraços Natalícios.