Um Blog que visa informar, conscientizar e diminuir preconceitos frente á uma Rara Doença...
Minha caminhada pessoal contra um Tumor Cerebral localizado na Glândula Hipófise.
Uma Luta contra a Síndrome de Cushing!! Vencendo!!

sábado, 10 de março de 2012

(Má) Relação Médico X Paciente:

Antes de iniciar essa postagem, reforço que o conteúdo a seguir é baseado em minhas opiniões particular, frente a vivências que tive durante essa minha trajetória de hospitais e consultórios, reforço que nem todos os médicos com quem me consultei foram assim, mas tive a infelicidade de conhecer alguns com esses “predicados” e também assistir algum desses comportamentos médicos com outros pacientes que acompanhei durante o meu tratamento!

Médicos... Existem aqueles médicos que não conseguem lidar com fracassos e frustrações e com isso quando o tratamento ou o paciente não correspondem as suas expectativas, esses por fim acabam não dando conta de lidar com tais sentimentos, assim prejudicam a relação médico X paciente, comprometendo até mesmo a saúde de ambos... Pois médicos antes de serem médicos (assim como em toda profissão) são seres humanos com limitações, defeitos e dificuldades, mas assim como todos devemos procurar exercitar esses sentimentos, abrindo horizontes e rompendo essas limitações tão prejudiciais á essa relação profissional!!

Durante a faculdade de medicina pouco lhes é ensinado sobre a existência do fracasso de um tratamento e muito menos sobre a finitude de um paciente. Que protocolos e prognósticos nem sempre são iguais para todos. Até Seriam iguais se nós, pacientes fossemos apenas patologias, mas infelizmente, para alguns médicos, e felizmente para nós, não somos somente patologias; somos seres individuais e complexos, ainda há de se estudar muito antes de ROTULAR um paciente, às vezes uma palavra mal escrita em um prontuário médico, pode condenar para sempre uma Pessoa, lhe negando a oportunidade de cura, de qualidade de vida ou até mesmo a própria vida!!

Alguns médicos quando acham que o caso não tomou o rumo esperado, e que não existem protocolos para os próximos passos, e que não há respostas e soluções para determinados sintomas, começam então na maioria das vezes, conduzir o caso de forma errada e negligente, ou então começa o famoso “empurra-empurra”... Dizem que o caso já não mais pertence á sua área de atuação, que fizeram tudo o que estava ao seu alcance, e então pedem que procure outro especialista... Muitas vezes é nesse momento em que esses tipos de médicos vão se lembrar da complexidade do ser, e então tentam culpar somente o psico, aquele psico desprezado pela grande maioria no início do tratamento...

Para mim frente a minha vivência com a minha profissão e experiência como paciente, posso dizer com propriedade que essa é a parte mais contraditória desse tipo de médico!! Que na realidade não valoriza o emocional do paciente em nenhum momento durante o acompanhamento médico, mas se lembra dessa questão, Psicossomática, quando o assunto é literalmente justificar sua ausência de solução, a verdade sem palavras bonitinhas é o “Se Livrar do Paciente á qualquer custo” “Passar á Bomba”.
Pois aquele paciente “condenado” te demanda mais tempo, menos dinheiro, e remete a todos aqueles sentimentos do qual citei anteriormente que a maioria dos médicos não sabem lidar! A questão de que eles Não São DEUSES!!!! E Não São Detentores de todo o saber!! Incomoda e muitoooo!!

É lógico também que há o outro lado, os “pacientes ruins”, que não cumprem com sua parte, não colaboram e não aderem ao tratamento... Alguns são ofensivos e acabam não ajudando, o que fica mais difícil para o bom andamento da relação médico X Paciente... Porém eu acredito que, na maioria das vezes, o paciente costuma estar ferido em sua saúde física e espiritual, sente dores, não possuem palavreado refinado para poder fazer expressar os seus sintomas, não possuem conhecimentos suficientes para entender termos médicos, ou quando possuem não querem entendê-los (mesmo que seja de forma inconsciente), e acredito que cabe ao médico saber lidar com isso de forma empática e acolhedora, pois ele não se formou para lidar com doenças, ele se formou para lidar com PESSOAS!!! Não pode negar isso!! Pois para existir doenças há a necessidade de existir PESSOAS!! Pessoas são complexas, cheias de recursos ou com falta de muito deles, são individuais, possuem sonhos e história de vida!!

Não estou dizendo que o médico precisa conhecer o seu paciente de forma profunda, ou ser intimo do mesmo, não é nada disso, acredito que o médico apenas tem que levar em conta toda essa complexidade para então saber qual a melhor forma de abordar paciente e família, ao dar uma notícia delicada, ou propor um tratamento convencional ou não, assim como deve se tornar empático e respeitador diante da resposta verbal e emocional do paciente frente á notícia ou explicação dada naquele momento, ajudando o mesmo a entender e tomar decisões, ou simplesmente respeitando as suas opiniões, crenças e visão frente á problemática!!

Eu acredito no trabalho multidisciplinar na área da saúde, afinal de contas esse foi o meu trabalho por muito tempo (fazia parte de uma equipe assim, que também tinham muitas falhas...) ... Porém em muitos hospitais esses planejamentos de uma equipe multidisciplinar ficam apenas no papel, muitos profissionais não aderem, já vi médicos desprezarem a opinião de psicólogos e fisioterapeutas, assim como já vi enfermeiras desprezando atitudes médicas, e assim, todos saem perdendo!! Quer mais que o próprio “Ato Médico”? Uma forma de achar que deterão todo o poder na área da saúde, isso só trará mais e mais casos de negligencia, pois médicos não são robôs, maquinas, e jamais dariam conta de “governar” sobre toda a demanda e todas especialidades que envolvem a saúde humana, bom mais esse assunto deixo para um outro momento...

É poderia ficar por horas aqui a discursar sobre esse tema, pois sempre surgirá novas visões, outros pensamentos, novas conclusões sobre esse assunto!

Mas apesar de parecer um texto um pouco negativo, quero deixar aqui nesse finalzinho, minha eterna gratidão á minhas médicas queridas... Elas que deram exemplos de uma relação Médico X Paciente, saudável, que me transmitiram a confiança necessária, trataram minha família como parte integrante de todo o meu tratamento...

Drª. Larissa, Eu, e Drª. Angela Leal (que tbem é um doce)
Meu carinho especial pela Drª. Ludmilla Ferreira Cardoso (sinto não ter nenhuma foto dela para postar.) e Drª. Larissa Teles Sanches (foto ao lado), mulheres inteligentes, médicas competentes do qual sempre pude contar de forma integral... Infelizmente Drª. Larissa não está mais na cidade, alçou novos vôos, merecidos, mas está sempre em contato... Agora a Drª. Ludmilla minha querida endocrinologista, estará sempre presente em minha vida, é com ela que tiro minhas dúvidas, é minha primeira, segunda e terceira opinião, quando algo em meu caso modifica e ninguém mais consegue descobrir o que está acontecendo é nela que corro e logo as respostas certas aparecem, é minha heroína!! Foi ela quem descobriu minha doença, que me acompanhou em quase 1 ano de exames até chegarmos no diagnóstico final, porém meu tratamento é feito no HC, pela equipe da AENGA, local onde fui encaminhada pela própria Ludmilla, mas infelizmente a Drª. Ludmilla não pode me atender por lá, porque lá são outros esquemas, mas já percebi que não tomo mais decisões sem antes participá-la e ver sua opinião, e com isso minhas visitas ao seu consultório particular são freqüentes, e é de lá que saio com respostas e com encorajamento de que tudo sempre tem uma nova solução!!! Não tenho palavras para agradecê-las!!

Essas merecem ter seus nomes citados, já outros, que possuem o perfil mencionado acima, eu fui deletando da minha vida, perdendo a confiança nas palavras ditas... Mas desejo tudo de bom á eles que possam ao final do dia, realmente dormirem com a consciência tranqüila de que sempre fizeram tudo o que podiam e o que estava ao seu alcance para ajudar uma vida!!! Se conseguirem ter essa percepção de forma humilde, estarão de volta no caminho certo!!!

***Texto redigido no dia: 31/08/2011 e publicado na data acima.

PS – Amigos queridos peço que desculpem a minha falta de visitas ao blog de vocês, assim como a falta de atualização, estou com dificuldades na visão, estou com perdas em algumas áreas, o que anda dificultando leitura e escrita, minha irmã irá me ajudar com a postagens de alguns textos que já tenho prontos no arquivo do meu computador, mas estavam sem publicar (não me perguntem porque...rs), e minha mãe irá me ajudar com a leitura dos blogs de vcs... Espero que vocês não me abandonem, assim como espero que essa perda na visão seja passageira também, estou aguardando o resultado da RNM, pois a visão alterada pode ser decorrente de um aumento do tumor restante na hipófise... Rezem por mim e vocês sempre estão em minhas preces!! Fiquem com Deus e até a próxima!!

Beijinhos no coração de todos!!

22 comentários:

Marina disse...

Oieeee, amiga mais linda! Que bom ter notícias suas. Olha, nem me fale de médicos! Estou mega frustrada com um dos meus, mas vai passar. Graças a Deus existem alguns que fazem jus ao juramento e não me envergonham de ser colegas deles. E é a esses que temos recorrer na hora dos perrengues. Ainda bem que existem esses! E conte com sua "anja da guarda"! Amiga, lembre-se que estarei sempre aqui para o que você precisar! Amo-tu, tatu! Mil beijos

Leandro David disse...

Ka sinto muitas saudades daquela época em que participávamos juntos da Mocidade, estou sempre pensando em vc ,e sua Familia já que tive a oportunidade de conhece-los.
"Deus não nos da força nos capapacita para vivermos os momentos"

Solange disse...

Olá minha linda Karina, senti sua falta. Belo post, é..minha linda contamos sempre com Deus, para que coloque em nossa frente verdadeiros anjos.
Logo tudo passará.
Força aí linda! isso eu sei que você tem de sobra.
Bjoda Sol

O SOL do amanhã... disse...

Olá Karina, adorei sua postagem, infelizmente aqui também é assim a médica que cuida do Ricardo é um poço de frieza, não menciona nunca a palavra cura e já o desanimou em várias consultas, tivemos que aprender a conviver com isso e hoje já não damos muita importancia ao que ela diz - isso enquanto a sua incredulidade não atrapalhar o tratamento, mas graças a Deus somos recompensados pelos funcionários de lá que são uns amores. Eu também trabalho com médicos e posso garantir que a grande maioria é arrogante e se acham os donos da verdade, se conta nos dedos os que não perderam a humildade...
Fica firme que tudo dará certo!

Bjos

Cida Villela disse...

Ka, brilhante seu post. Graças a Deus tenho um anjo na terra que cuida de mim, Dr. Renato Nogueira, e olha que meu caso não é dos mais simples, mas ele só faz crescer minha fé na vida. Quanto aos outros, rezamos para que sejam abençoados quando lidam com a vida de outras pessoas. Torcendo muito para sua visão melhorar. Tenha fé. Beijo enorme. Cida

Marina da Silva disse...

Oiiiiiiiiiiii Karina,
claro que vc vai ter qui nos aturar!kkkkkkk
Este problema com médicos, graças a Deus, não tive! Os meus foram e são "mara" e gostam de trabalhar interdisciplinarmente! Fique tranquila que Deus colocará no seu caminho os anjos e afastará "os péssimos" profissionais! Torcendo pra sua recuperação! Bjin, fica com Deus. Marina mineira.

Lilian disse...

meu bebe lindo, bom ver suas postagens, saber de tu. Essa relação medico x paciente realmente é complicada e eles atribuem mesmo a nosso psicologico as mcoisas que o psicologico deles nao da conta , kkkk mas o que eles nao sabem é de nossa fé. e isso vale mais do que entende a vã filosofia e medicina... beijos amore mio, sempre aqui a espera de noticias e ai no seu coração, te amo

MEG disse...

"Karinha",
Seus textos são excelentes! Parace q estamos te ouvindo. Ainda mais agora, q conhecemos a sua linda voz com aquela gravação maravilhosa q sua irmã fez.
Graças a Deus, tive a sorte de só "pegar" médicos profissionais e humanos (pegar no bom sentido, heim?! re re re...).
Fiquei "meio amiga" de todos e sempre q preciso, estão à disposição.
Mas Deus vai colocar no seu caminho só anjos da guarda da medcina e vc vai se sentir mais segura.
Bom q vc está postando, mesmo através da sua irmã/família.
Um beijão enorme!
* E como foi na praia? Conta pra gente!

Anônimo disse...

Oi Karina, bom saber que você está bem, mais uma vez seu post coloca uma situação com bastante veracidade. Gostei e concordo com o que li. Bjs!!!

Anônimo disse...

Oi Karina, bom saber que você está bem, mais uma vez seu post coloca uma situação com bastante veracidade. Gostei e concordo com o que li. Bjs e muita saúde!!!

De: Adriana Quadros - Uma Históri de FÉ

http://umahistoriadefesuperandocancerdemama.blogspot.com

não sei, entrou como anônimo, então então postei novamente.

Keila Rocha disse...

Amiga queridona!!! tõ com uma super saudade de vc, dos nossos papos no quarteto, mas sei q logo voltará nossa rotina das tardes... tõ aqui sempre em pensamento positivo por vc e em reunião com os meus anjinhos, rsrsrsrrs, eles são ótimos!!! Bjo no coração e sempre lembre que Tiamu, ok?

Renata disse...

Fresquinha: Não é à toa que esse é um blog premiado! :)
Sabe o que falta em algumas pessoas? Empatia!
Se vc se coloca (realmente) no lugar do outro, faz por ele aquilo que gostaria que fizessem por vc. mas ainda falta muito disso na Humanidade.

Estou rezando por vc, não há de ser nada. Beijão da tia.

jvianei disse...

Olá Karina,
Que bom ter notícias suas. Acredite, fiquei muito feliz.
Bem qto à sua publicação, achei de uma profundidade, que tive de ler duas vezes para poder assimilar... sou só um motorista de caminhão, poxa!!! rsrsrs. E fiquei medidanto sobre ele. Foi qdo fiz uma analogia com minha médica. Ela é extremamente técnica, e nas mãos dela, me sinto totalmente seguro. Porém, na parte de relacionamento pessoal com ela, asseguro que só recentemente foi quebrado a barreira que existia entre nós. Ela me parecia tão fria...Agora não agora estamos amiguinhos.rsrsrs
Voltando ao seu texto, uma outra coisa que lembrei foi uma entrevista que li com um médico há muitos anos atrás, e nela esse médico já diziz que "existem muitos médicos que adoram a doença, mais detestam o paciente", e ele explicava que o queria dizer com isso é que existem muitos médicos que adoram derrotar uma determinada doença, mais precisam conviver com um "obstáculo", o próprio paciente. Achei que ele fez uma abordagem legal.
Forte abraço à vc. Se cuida. Não deixa a peteca cair.Ok?

paula disse...

Oi karina tenho insuficiencia adrenal diagnosticada ha 4 anos,descobri quando tive uma paralisia facial um tumor de 4cm na hipofise.Foi duro alias ainda é poucos são os dias que fico assintomatica!!!!Mas o meu Senhor me ama e em nome de Jesus vai chegar o momento que não vou mais lembrar disso tudo e dar gargalhadas como sempre dei!!!!!Eu tb tenho alterações visuais que vai e volta!!!!Mas as suas vão passar tb!!!!!Sinta -se abraçada por mim!!!!bj no coração
Paula Amendola paulamendola@pop.com.br

Ivete disse...

kARINA

Passando para ler um cadinho de deixar abraços
Com carinho
Ivete

Ana Arend disse...

Oi Querida Amiga Karina,
Deus é a força que nos impulsiona sempre a seguir em frente, Mentaliza e afirma todos os dias quantas vezes lembrares que irá funcionar; Eu Sou a Ressurreição e a vida de minha saúde de minha visão e de toda minha vitalidade, que assim seja!Querida crê sei que não é fácil, tenta...vais conseguir...UM beijo em seu coração.

Larissa disse...

Olá.Eu estava pesquisando no google sobre o assunto e encontrei o seu blog. No final do ano passado eutambém fiz uma cirurgia para a retirada de um tumor na hipófise. Descobri quando tinha acabado de fazer quinze anos,mas os sinais vieram aos 14. Eu pensava que era da adolescencia mesmo, então só procurei o médico depois. Operei com quase dezessete e agora, quatro meses depois, acabo de descobrir que ainda resta um pouco do nódulo na minha hipófise. Rezo para que dê tudo certo para mim e te desejo toda a sorte do mundo. Beijos

Anônimo disse...

Saudades suas.

Vitor Finkler disse...

Karina, faz tempo que não passo por aqui, minha vida tem estado um tanto agitada, mas continuo sempre na torcida por ti!
Força, coragem, o sol logo voltará a brilhar!
Um abraço!
Vitor Finkler

Anônimo disse...

Olá

por favor vc pode me indicar o médico que te atendeu em consultório particular em são paulo?

obrigada

email natiwitch@hotmail.com

Sterlane Menezes disse...

Karina, por quê tanto tempo sem postar algo? Espero que estejas bem, viu? Também tenho cushing, mas meu tumor não está no cérebro, ainda estou sendo examinada, meus sintomas são exatamente iguais aos seus e me identifico com tudo que li aqui. Tenho fé que ficaremos bem. Beijos.
Sterlane Menezes.

Claudia Manaia disse...

Oi Karina, ontem conheci a sua irmã Katia e quando ha vi sabia que ela tinha traços familiares.
Conversamos e descobri que era sua irmã. Fiquei feliz ao receber notícias suas e vou adiciona-la no face para conversarmos.
Lembro muito de nossos diálogos no hospital!!
Beijos
Claudia Manaia Moreira.